Asas dos Sonhos

Junção de letras na expressividade  de sentimentos. *Nadir  D'Onofrio*

Textos



Levei para minha mãe, as flores que ela gostava!
Margaridas brancas que contrastam, com o negro granito, da lápide, fria.
Vida, evolução!
Uns partem cedo demais, enquanto, outros tardam para chegar...
Pergunto-me sempre que, tempo é esse?
Entendo que o meu tempo, não é o mesmo que o “TEU”!
Quisera poder entender os mistérios que nos cercam mas, quem sou eu?
Pobre mortal tenho tanto para aprender...
Tento, procuro respostas, quem sabe assim possa compreender, por quê nesse mundo eu vim?
E ainda aqui permaneço se, nada mais tenho a fazer...
Meus entes queridos se foram, resta-me o quê?
Somente continuar a viver...
Desempenhando o papel a mim destinado, até o dia, de partir também.

09/05/2005-Santos
Santos 12,15horas

Imagem Net, sem constar autoria, restrição ao uso.
Nadir DOnofrio
Enviado por Nadir DOnofrio em 01/07/2016
Alterado em 15/05/2019
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários



Site do Escritor criado por Recanto das Letras